A vida é feita de muitos encontros. Um encontro real se torna ficção no palco, reunindo Samuel Beckett, o criador do teatro do Absurdo, e Wilfred Bion Um encontro imaginário de dois ícones imortalizado pela genialidade de cada um. Um dos textos mais profundos de Julio Conte e a única peça no mundo que aborda a relação dos dois.

➲ SINOPSE
Wilfred Bion foi presidente da Sociedade Britânica de Psicanálise e um dos psicanalistas mais importantes deste século. Samuel Beckett é talvez o maior dramaturgo dos nossos dias, vindo a ser o responsável por uma verdadeira revolução no pensamento contemporâneo. Após a morte de seu pai, Beckett sofreu uma grave depressão. Procurou tratamento psiquiátrico e foi tratado pelo jovem Bion. A narrativa de BECKETT & BION – O GÊMEO IMAGINÁRIO se inicia aqui, partindo de pontos concretos da relação dos dois e avançando no ambiente especulativo da imaginação, onde a cada instante o universo ficcional recebe afluxos do passado e do futuro, tendo como pano de fundo a obra posterior de Beckett e elementos biográficos da vida de Bion. Os dois nunca mais se falaram após o término da análise – a obra de ambos, entretanto, ficou marcada para sempre por este evento.

Direção e dramaturgia: Julio Conte
Assistência de Direção: Alessandro Peres
Elenco:Júlio Conte, Guilherme Barcelos, Alexandre Borin, Catharina Conte, e Saulo Aquino
Trilha Sonora Original: Celau Moreyra
Operação de Som: Marcelo Weber (Nazaré)
Figurinos: Mirele Rittel
Preparação Vocal: Ligia Motta
Preparação Corporal: Thais Petzhold
Cenário: Catia Picolo
Concepção de luz: Marga Ferreira
Operação de Luz: Bruna Immich
Assessoria de Imprensa e Produção Executiva: Gustavo Saul
Realização: Cômica Cultural
Classificação: 14 anos
Duração: 75 minutos

Instituto Ling, Porto Alegre

Comentários

comments